Quem Somos

O Hospital Escola Dr. Portugal Ramalho – HEPR – é o único hospital psiquiátrico público de Alagoas, sendo por isto, referência para o atendimento da população de todo o Estado e alguns municípios de Estados circunvizinhos.

HEPR – Gerência Geral

Responsável: AUDENIS LIMA DE AGUIAR PEIXOTO E-mail: direcao.hepr@uncisal.edu.br

Contatos: 3315. 3420 3315.3421 3315.3423 3315.2350 3315.2207

 

Assessoria de Comunicação – ASCOM

Jornalista responsável: Betty Costa MTE 675/ AL

 

HEPR – GTH – Grupo de Trabalho de Humanização

O GTH é um Grupo de Trabalho de Humanização que faz parte da Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde, tem como proposta repensar, sensibilizar e transformar as relações entre profissionais, usuários e familiares. Sua idéia é funcionar como elo de resgate da humanidade numa tarefa compartilhada por todos aqueles que fazem parte do Hospital Escola Portugal Ramalho (HEPR).

Humanizar a assistência Hospitalar e Ambulatorial é dar lugar não só à palavra do usuário como também do profissional de saúde, de forma que tanto um quanto o outro possam fazer parte de uma rede de comunicação e interação.

A direção do complexo Hospital Escola Portugal Ramalho, sensibilizada com a relação entre administração, profissionais e comunidade, sentiu a necessidade premente de desenvolver um programa de humanização em todo complexo hospitalar ambulatorial, com a finalidade de cada vez mais, melhorar a qualidade dos serviços ofertados à população.

Equipe GTH

Audenis Peixoto- Gerência Geral

 

Betty Costa- ASCOM/ E-mail: ascom.hepr@uncisal.edu.br

 

Rosângela Cavalcante - NGP

Ações:  Com o Objetivo de transmitir informações, promover um maior relacionamento interpessoal e sensibilizar para questões concernentes à cidadania, o GTH realizou, contando com parcerias, palestras como: Lançamento do GTH, Dia Internacional da Mulher, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia do Amigo, Participação na elaboração de Normatizações, Participação das Reuniões no Hospital e na UNCISAL, Atendimento a Funcionários.

HEPR – Núcleo de Gestão com Pessoas

E-mail: ngp.hepr@uncisal.edu.br

O Núcleo de Gestão de Pessoas é o órgão responsável pelo controle e direção do pessoal que trabalha no hospital, quer sob regime estatutário, quer sob legislação trabalhista ou como profissional autônomo.

Estrutura/Posição: Subordinado à Diretoria Administrativa e coordena as seguintes funções: * Controle de Pessoal * Recrutamento e Seleção * Treinamento e Capacitação * Avaliação de Desempenho * Serviço Social do Trabalho

Objetivos do NGP: A administração de Recursos Humanos consiste no planejamento, na organização, no desenvolvimento, na coordenação e no controle de técnicas capazes de promover o desenvolvimento eficiente do pessoal, ao mesmo tempo em que a organização representa o meio que permite às pessoas que com ela colaboram alcançar os objetivos individuais relacionados direta ou indiretamente com o trabalho.

Objetivos Específicos: * Criar, manter e desenvolver um contingente de pessoas com habilidades, motivação e satisfação para realizar os objetivos da organização; * Criar, manter e desenvolver condições organizacionais de aplicação, desenvolvimento e satisfação plena das pessoas; e alcance dos objetivos individuais; e * Alcançar eficiência e eficácia através das pessoas.

Visão: Elaborar, programar e coordenar programas de ARH e serviços para assegurar a satisfação do cliente, proporcionando assessoria e consultoria para as gerências de linha. Além de desenvolver políticas para a unidade, desenvolvendo e desenhando programas de pesquisa e extensão e consultoria.

Missão: Contribuir com a organização objetivando eficácia dos serviços através do desenvolvimento e treinamento, buscando e mantendo políticas éticas onde as pessoas não sejam discriminadas e seus direitos de cidadãos estejam garantidos.

Cursos Ministrados: * Liderança para Gestores – Novembro a dezembro de 2005. * Palestra sobre Violência contra a Mulher – Novembro de 2005.

Coordenação: Rosângela Cavalcante

HEPR – Ouvidoria

A Ouvidoria do Complexo Hospitalar Portugal Ramalho foi implantada em dezembro de 2004 para atuar como um canal permanente de comunicação entre o cidadão e a instituição, reconhecer e legitimar a participação deste e subsidiar a Direção para que sejam tomadas as medidas necessárias à melhoria da qualidade da nossa assistência em saúde mental.

Atribuições * Representar o cidadão junto à instituição; * Receber e analisar as reclamações, sugestões e elogios; * Encaminhar para os setores envolvidos; * Acompanhar todas as providências adotadas; * Propor e cobrar soluções; * Dar conhecimento ao cidadão das resoluções e/ou os esclarecimentos necessários; * Agir com ética, sigilo e imparcialidade; * Divulgar permanentemente o serviço da Ouvidoria; * Participar de reuniões com as Direções e Setores da instituição; * Atuar na prevenção e solução de conflitos; * Registrar e arquivar as informações; * Encaminhar relatório mensal à Direção Geral.

Atendimento * Pessoalmente; * Caixas de sugestões; * E-mail: ouvidoria.hepr@uncisal.edu.br * Telefones: (82) 3315.2491 (Ramal 218) / Celular: 8833-8597 * Fax: (82) 3351-6206 * Correspondências: Rua Oldemburgo da Silva Paranhos, s/n – Farol – Maceió – AL. CEP. 57.050-090

Horário de Funcionamento: terças-feiras: 8 às 16h Quintas-feiras: 10 às 16h *

Responsável: Suely Bernardo

HEPR – Residência Médica em Psiquiatria:

Tatiana Loureiro

Gerência de Gestão Manoel José Cavalcante Dantas E-mail: gestao.hepr@uncisal.edu.br

Administração: Sônia Mara

Almoxarifado: Albeny Carvalho de Amorim

Contas – SIA/SUS e AIH’S Márcia Maria Cavalcante Silva E-mail: contas.hepr@uncisal.edu.br

Despensa: Maria do Amparo da  Silva  Dantas

Financeiro: Beatriz E-mail: financeiro.hepr@uncisal.edu.br

Nutrição: Maria Simônia Costa

Depto. Pessoal: Maria Aparecida E-mail: ngp.hepr@uncisal.edu.br

Segurança do Trabalho: Nilton Santos

Gerência Clínica Médica:

Vânia Fontan E-mail: gtm.hepr@uncisal.edu.br   Núcleo de Tecnologia da Informação -NTI E-mail: nti.hepr@uncisal.edu.br Ruy Costa

casa-verde

CAPS-Casa Verde

Telma Cunha

Funciona desde 1996, com capacidade para 15 pacientes de ambos os sexos, que necessitem freqüentar os dois turnos e 15 vagas para pacientes que utilizam um dos turnos.

Assiste aos pacientes que não se beneficiariam em um internamento, no entanto, não oferece ainda condições para acompanhamento em nível ambulatorial.

É um espaço intermediário entre a hospitalização e o ambulatório, onde são atendidos casos que necessitam de cuidados intensivos para se evitar a internação.

ceaad

CEAAD

Márcia Tenório

Inaugurado em outubro de 1992, fruto de uma observação técnica de que cerca de 30% dos pacientes internados tinham problemas primários ou secundários, ao alcoolismo.

Em regime de hospital-dia, oferece 25 vagas para homens e 5 para mulheres. Conta com o apoio dos Alcoólicos Anônimos (AA), e Familiares de Alcoólicos Anônimos (Alanon). Nesse serviço, o tratamento tem a duração de 30 dias, podendo prolongar-se por mais 15 dias.

Trabalhando em conjunto com empresas e autarquias, visa à recuperação de seus funcionários e à prevenção de quadros mais graves. Possui uma equipe multidisciplinar que estende seus trabalhos extra-hospitalares à prevenção, através de palestras e oficinas.

Centro de Estudos Marily Granjeiro: Mario Jorge Calheiros Feijó

Enfermagem

Leni Calheiros Leite

 

Serviço Social Sônia Maria Loureiro

Atribuições:

1.Socializar as informações aos usuários e familiares quanto aos seus direitos sociais, civis e políticos;

2.Realizar a coleta de dados para caracterização do perfil sócio-econômico cultural do usuário;

3.Incentivar a participação da família no tratamento do usuário

4.Socializar as normas e rotinas da instituição enfatizando a dinãmica do tratamento;

5.Mediar as relações entre o usuário, sua família e equipe de profissionais de saúde;

6.Encaminhar providências quanto a altas, óbitos, evasões e transferências;

7.Facilitar o acesso dos usuários e familiares aos bens e serviços institucionais e da comunidade;

8.Viabilizar as visitas aos usuários;

9.Enfatizar a necessidade da continuidade do tratamento nos serviços alternativos;

10.Realizar pesquisas para identificação de demandas e necessidades sociais;

11.Registrar os atendimentos e informações em documentos específicos;

12.Planejar, executar e avaliar ações de capacitação profissional junto aos estagiários e profissionais de Serviço Social;

13. Contribuir para o fortalecimento das redes sociais;

14.Fortalecer espaços coletivos estimulando o processo de participação social.

 

Gerência Docente Assistencial: Juciara Pinheiro E-mail: gda.hepr@uncisal.edu.br

 

Esterilização Responsável: Silvana Maria de Mendonça Vasconcelos

Farmácia:

Valdira  (coord. Adm)

Victor (farmacêutico)

 

Nossa Casa

Com 25 leitos para o sexo feminino em regime hospitalar 24 horas. São também usuárias em sua maioria 14 sem referências familiares e, portanto, residentes. Desenvolvem atividades nos moldes da Vila Aconchego e com os mesmos objetivos. Liana Magalhães

Nova Vida

Com 18 leitos para o sexo masculino em regime hospitalar de 24 horas, tendo entre eles 12 leitos que se destinam aos usuários grabatários e residentes, sem vínculos familiares e portadores de algum grau de dependência, todos necessitando de cuidados constantes, e 6 leitos destinados ao atendimento de menores do sexo masculino, com problemas dos mais diversos, desde distúrbios de conduta até psicoses graves em regime de hospitalização de 24 horas.

Sônia Maria Loureiro

Oficina da Mente:

Com 50 leitos para o sexo masculino em regime hospitalar 24 horas. Presta assistência a portadores de transtornos mentais agudos ou reagudizados.

Maria Goretti Porciúncula 

São atendidos por uma equipe multidisciplinar, em um enfoque biopsicossocial com atendimento clínico, psiquiátrico e psicológico individual e em grupo, atividades de terapia ocupacional: horta, jardinagem, pintura, recreação esportiva e atividades do cotidiano, objetivando a recuperação dos mesmos em um pequeno espaço de tempo, evitando-se a perda dos laços familiares e sociais. Após a alta, a exemplo dos demais, são encaminhados ao Ambulatório de Egressos e acompanhados por uma equipe multidisciplinar.

pisam

 

PISAM

Tereza Cristina Brandão

Anexado ao HEPR em 1998, com objetivo de estruturar um serviço de prevenção primária e secundária em Psiquiatria.

Está voltado para a atenção aos grupos mais vulneráveis: crianças, adolescentes e idosos. Hoje tornou-se um serviço destinado ao público em geral (demanda espontânea).

Funciona de segunda a sexta-feira das 7 às 22h.

 

Recreação: João Alves Pereira Neto

SOP  (Serviço de Observação Psiquiátrica) e IC (Intercorrência Clínica)

SOP:

Com duas enfermarias, sendo 4 camas para atender pacientes do sexo feminino e 4 para atender pacientes do sexo masculino, com o objetivo de conter fisicamente o paciente em crise de agitação psicomotora autoagressiva e/ou heteroagressiva.

A prescrição é médica, farmacológica e psicoterápica e deve obedecer às normas técnicas com a eficiência e a eficácia necessárias.

Conta com uma equipe multidisciplinar que oferece assistência contínua e permanente. A contenção mecânica humanizada é evitada ao máximo.

Intercorrência Clínica

Aberta em 1998 com duas enfermarias sendo 4 camas para atender pacientes do sexo feminino e 4 para atender pacientes do sexo masculino, que apresentem problemas orgânico/clínicos que tenham indicação para acompanhamento e tratamento intensivos.

Sua necessidade se deve ao não atendimento por parte dos hospitais gerais dos pacientes psiquiátricos com problemas clínicos, em sua maioria complicações advindas do alcoolismo.

Coordenação: Divanilda Leite de Almeida

Vila Aconchego:

Com capacidade de 27 leitos para o sexo masculino em regime de internação de 24 horas. São usuários em sua maioria 17 sem referências familiares, portanto considerados residentes, e com patologias em processo de cronificação.

Remanescentes de um modelo hospitalar asilar e cronificador, socialmente alienante, desenvolvem atividades de ressocialização, buscando a reinserção no mercado de trabalho, em parceria com a comunidade e empresas.

Edilson Souza

Vila Renascer:

Com 40 leitos para o sexo feminino, e em regime de 24 horas. Conta com equipe multidisciplinar, desenvolvendo atividades nos molde da Oficina da Mente, com os mesmos objetivos. A elas também é oferecido o acompanhamento de uma ginecologista.

Responsável: Jaqueline Guerra

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE-NEP

A Educação Permanente é aprendizagem no trabalho, onde o aprender e o ensinar se incorporam ao cotidiano das organizações e ao trabalho. Ela é feita a partir dos problemas enfrentados na realidade e leva em consideração os conhecimentos e as experiências que as pessoas já têm. Propõe que os processos de educação dos trabalhadores da saúde se façam a partir da problematização do processo de trabalho, e considera que as necessidades de formação e desenvolvimento dos trabalhadores sejam pautadas pelas necessidades de saúde das pessoas e populações. Os processos de educação permanente em saúde têm como objetivos a transformação das práticas profissionais e da própria organização do trabalho. (Ministério da Saúde 2009)   Ações Desenvolvidas

  • Valorizar e desenvolver competências de gestão dos servidores públicos do HEPR;
  • Elevar os níveis de qualidade e eficiência dos serviços prestados à comunidade;
  • Proporcionar aos servidores oportunidades de crescimento pessoal e profissional;

  METODOLOGIA DE TRABALHO

  • Levantamento de necessidade
  • Solicitação dos setores
  • As capacitações são estruturadas a partir da problematização dos processos de trabalho nos diversos  setores do HEPR ;
  • Parceria com outras instituições do setor saúde do estado de Alagoas
  • Avaliação de Reação e Eficácia

ESTRUTURA DE TRABALHO Atualmente o NEP funciona no térreo, na sala junto com a coordenação da residência de enfermagem (CORENF). No momento está sob a coordenação da Enfermeira Maria da Piedade G. S. Maciel que conta com a colaboração da equipe multidisciplinar do hospital.

Coordenação: Patricia Lins da Silva